3 eventos ao vivo

Hackers chineses teriam invadido arquivos sul-coreanos

7 mar 2011
08h22
atualizado às 09h09
  • separator

Hackers chineses invadiram em junho do ano passado arquivos militares confidenciais sul-coreanos relacionados à compra de aviões espiões americanos, afirmou um deputado da Coreia do Sul. Os hackers invadiram os computadores do ministério da Defesa e acessaram uma pasta sobre a compra do avião Global Hawk, um avião espião não tripulado, afirmou Shin Yong-Hak, deputado do opositor Partido Democrata e membro da Comissão de Defesa sul-coreana.

"Um alto funcionário do governo me comunicou o incidente, o governo ainda não apresentou a questão à China e reflete sobre como deve abordar", afirmou o porta-voz de Shin, que confirmou as declarações do deputado, publicadas pelo jornal Chosun Ilbo. No ano passado, Seul reservou uma verba de 45,2 bilhões de wons (US$ 40,3 milhões) para a compra deste avião espião, depois do ataque a uma corveta sul-coreana em março de 2010. O ataque, atribuído à Coreia do Norte, matou 46 marinheiros.

A tensão entre as Coreias aumentou ainda mais após o bombardeio, em novembro, pelo Exército de Pyongyang de uma ilha sul-coreana, com saldo de quatro mortos. O avião espião seria capaz de controlar até 200 km além da fronteira entre as Coreias.

Veja também:

Sobreviventes são resgatados de prédio que caiu na Índia
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade