0

Equipes resgatam 24 pessoas com vida sob escombros de edifício em Bangladesh

25 abr 2013
13h52
atualizado às 14h41

Vinte e quatro pessoas foram resgatadas com vida nesta quinta-feira após 35 horas sob os escombros de um edifício que desabou ontem em Bangladesh e que deixou pelo menos 243 mortos, informou a imprensa local.

As equipes de resgate encontraram os 24 sobreviventes entre o primeiro e o terceiro andar do imóvel, disse o diretor do Corpo de Bombeiros e de Defesa Civil de Daca, Ali Ahmed Khan, ao jornal "The Daily Star".

O número de feridos pelo desabamento supera mil, segundo diferentes meios de imprensa locais, enquanto continuam os trabalhos de resgate na busca por sobreviventes.

O edifício Rana Praça, de oito andares e que acolhia várias oficinas têxteis, um mercado e uma filial de um banco, desabou no começo da manhã local de ontem na população de Savar, a 24 quilômetros ao noroeste da capital de Bangladesh.

Os bombeiros e a polícia localizaram e salvaram centenas de pessoas entre os escombros.

Bangladesh é o país do mundo com custo mais barato de produção na indústria da roupa.

Por isso, marcas de todo o mundo, incluindo da China, estão transferindo parte de sua produção para o país, de acordo com a Campanha Roupa Limpa (CRL), que procura melhorar a situação dos trabalhadores nas fábricas têxteis e sensibilizar as companhias internacionais sobre a situação existente em empresas de estados como Bangladesh.

Segundo dados da Federação Nacional de Trabalhadores do Setor Têxtil de Bangladesh, nos últimos 15 anos houve cerca de 600 mortos e 3 mil feridos em acidentes ocorridos em fábricas têxteis (incêndios ou derrubadas) no país asiático.

Em 2005, em uma destas catástrofes, 61 empregados do setor morreram e outros 86 ficaram feridos com o desabamento de um edifício de nove andares que abrigava fábricas na mesma população na qual ontem aconteceu o novo acidente.

EFE   
publicidade