1 evento ao vivo

Catástrofe no Japão pode custar ao país US$ 235 bilhões

21 mar 2011
07h01
atualizado às 07h58

O terremoto e posterior tsunami que devastaram parte do nordeste do Japão no dia 11 de março pode custar ao país US$ 235 bilhões, o que representa 4% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Banco Mundial (Bird).

info infográfico evacuação japão
info infográfico evacuação japão
Foto: AFP

"Com base em experiências do passado, o crescimento real do PIB será afetado negativamente em meados de 2011", afirma um documento do Banco Mundial.

O Bird acredita que a economia japonesa crescerá nos próximos trimestres com a aceleração dos esforços de reconstrução, que podem durar cinco anos.

A menor estimativa dos custos calculada pelo Banco Mundial alcança US$ 122 bilhões, ou seja, 2,5% do PIB.

O diretor do Bird para a região, Vikram Nehru, afirmou que a tragédia também afetará as demais economias asiáticas.

Também nesta segunda-feira a resseguradora suíça Swiss Re afirmou que terá um custo de pelo menos US$ 1,2 bilhão com a tragédia japonesa.

Terremoto e tsunami devastam Japão
Na sexta-feira, 11, o Japão foi devastado por um terremoto que, segundo o USGS, atingiu os 8,9 graus da escala Richter, gerando um tsunami que arrasou a costa nordeste nipônica. Fora os danos imediatos, o perigo atômico permanece o maior desafio. Diversos reatores foram afetados, e a situação é crítica em Fukushima, onde existe o temor de um desastre nuclear.

Juntos, o terremoto e o tsunami já deixaram mais de 8,6 mil mortos e dezenas de milhares de desaparecidos. Além disso, os prejuízos já passam dos US$ 200 bilhões. Em meio a constantes réplicas do terremoto, o Japão trabalha para garantir a segurança dos sobreviventes e, aos poucos, iniciar a reconstrução das áreas devastadas.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade