Ásia

publicidade
13 de fevereiro de 2013 • 01h22 • atualizado às 02h44

C. do Sul ampliará sistema de mísseis em resposta a teste do Norte

 

A Coreia do Sul anunciou nesta quarta-feira que irá reforçar seu sistema de mísseis balísticos, dotando-os de alcance suficiente para cobrir toda a Coreia do Norte, em resposta ao terceiro teste nuclear realizado pelo regime comunista de Pyongyang.

"Iremos acelerar o desenvolvimento de mísseis balísticos com alcance de 800 quilômetros", informou o porta-voz do Ministério da Defesa, Kim Min-Seok.

Em outubro passado, a Coreia do Sul fechou um acordo com os Estados Unidos para quase triplicar o alcance de seus sistemas de mísseis e melhorar seu dispositivo, em resposta aos programas de mísseis e nuclear da Coreia do Norte.

Os Estados Unidos têm 28,5 mil homens posicionados na Coreia do Sul, onde assegura um "guarda-chuva" em caso de ataque nuclear. Em troca desta proteção, a Coreia do Sul aceita limitar seu sistema de mísseis.

Antes do acordo de outubro, a capacidade da Coreia do Sul estava limitada a mísseis de até 300km de alcance. A nova extensão não apenas coloca a Coreia do Norte ao alcance dos mísseis do Sul, mas também partes da China e do Japão.

Especialistas consideram que, inclusive, dotará o Sul de capacidade de lançar ataques preventivos contra instalações nucleares norte-coreanas.

Kim informou que a Coreia do Sul também irá acelerar o desdobramento de um sistema capaz de detectar, seguir e destruir mísseis norte-coreanos.

"As Forças Armadas estão observando de perto o Norte, para evitar novos atos de provocação", advertiu.

AFP