0

Bin Laden pagou suborno para construir mansão no Paquistão

26 dez 2012
12h34
atualizado às 12h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ex-líder da Al-Qaeda Osama bin Laden subornou um funcionário público do setor de registro de propriedades no Paquistão para poder construir o forte de Abbottabad, no norte do país, onde permaneceu até sua morte, informou nesta quarta-feira o jornal local The News. Bin Laden pagou 50 mil rúpias (R$ 1.055) ao procurador, segundo relato de uma fonte oficial, que pediu para não ser identificada pelo The News, mas revelou que os dados sobre a transação se encontravam detalhados no diário do líder da Al-Qaeda.

A casa onde Bin Laden foi encontrado e morto é demolida, em fevereiro de 2012, em Abbottabad
A casa onde Bin Laden foi encontrado e morto é demolida, em fevereiro de 2012, em Abbottabad
Foto: AFP

Após a morte de Bin Laden por um comando dos Estados Unidos em maio de 2011, foram encontrados na residência em Abbottabad, de acordo com a fonte, cerca de 135 mil documentos e, embora as unidades de elite americanos tenham ficado com grande parte desse material, esqueceram o diário. Foi então quando as forças de segurança paquistanesas encontraram a caderneta de anotações do líder da organização terrorista e, ao traduzi-la, descobriram a existência do suborno.

"O procurador da propriedade (que foi interrogado) desconhecia totalmente que quem o havia subornando era Osama bin Laden", declarou a fonte ao The News. Em fevereiro deste ano, as autoridades paquistanesas derrubaram o edifício, de três andares e cercado de campos de cultivo, que ficava situado no bairro de Bilal, na cidade de Abbottabad, a cerca de 150 km de Islamabad. A propriedade foi avaliada em US$ 1 milhão.

Veja também:

Máscaras: que nível de proteção oferecem contra a transmissão do Covid-19?
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade