2 eventos ao vivo

Ativistas pedem libertação de norte-americano na Coreia do Norte

10 ago 2013
10h19
atualizado às 10h44
  • separator
  • 0
  • comentários

Familiares e amigos que buscam a libertação de um missionário cristão norte-americano preso na Coreia do Norte, vão fazer pelo menos duas vigílias de oração no sábado, procurando fortalecer seu perfil global e incentivar apelos de clemência, disse sua irmã.

Imagem de 1998 mostra Kenneth Bae (dir.) e Bobby Lee na Universidade do Oregon
Imagem de 1998 mostra Kenneth Bae (dir.) e Bobby Lee na Universidade do Oregon
Foto: AP

Kenneth Bae foi sentenciado em maio a 15 anos de trabalhos forçados, depois que o Supremo Tribunal da Coréia do Norte o condenou por conspiração contra o governo.

A acusação dizia que o homem, de 45 anos, tinha usado sua empresa de turismo para formar grupos para derrubar o governo. Bae foi detido em novembro, quando liderava um grupo de excursão pela região norte do país.

Sua condenação aconteceu em meio às relações ásperas entre Pyongyang e Washington em relação ao programa nuclear do país.

Membros da família de Bae e da comunidade, vão acender velas e rezar por ele, em uma igreja em Seattle na noite de sábado e vão ler partes de uma carta que ele enviou da prisão, disse sua irmã, Terri Chung.

"Agora é a hora. Precisamos apelar aos nossos líderes legislativos para que ajam e busquem a anistia para Kenneth," disse Chung.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade