0

Ataque durante funeral deixa 27 mortos no Paquistão

18 jun 2013
11h19
atualizado às 12h35

Um atentado com bomba na região noroeste do Paquistão deixou pelo menos 27 mortos, incluindo um deputado provincial, e mais de 55 feridos durante um funeral.

O atentado aconteceu na cidade de Shergarh no distrito de Mardan, a 145 km de Islamabad, enquanto as pessoas rezavam no funeral do dono de um posto de gasolina local.

"Ao menos 27 pessoas, incluindo o deputado Imran Khan Mohmand, morreram e 55 ficaram feridas na explosão", afirmou o chefe de polícia local Tahir Ayub.

O deputado morto havia sido eleito ao Parlamento da província de Khyber Pakhtunkhwa (noroeste) no mês passado.

Segundo Tahir Ayub, o "homem-bomba chegou a pé e acionou seus explosivos perto de Imran Khan Mohmand, que era aparentemente o seu alvo".

Um outro policial, Jaffer Khan, confirmou à AFP se tratar de um atentado suicida.

Segundo moradores locais, o deputado era um amigo próximo do proprietário do posto de gasolina.

O noroeste do Paquistão é reduto de vários grupos rebeldes, incluindo do Movimento dos Talibãs do Paquistão (TTP), que declarou guerra contra o governo de Islamabad em julho de 2007 por sua aliança estratégica com os Estados Unidos.

Os islamitas do TTP e seus aliados são os principais autores dos atentados que mataram mais de 6.000 pessoas em quase seis anos.

Este novo ataque acontece três dias depois do duplo atentado seguido de combates que fizeram ao menos 25 mortos em Quetta (sudoeste).

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade