0

Ao menos 23 desaparecem após chegada de tufão às Filipinas

12 ago 2013
00h04
atualizado às 00h24
  • separator
  • 0
  • comentários

Pelo menos 23 pessoas foram dadas por desaparecidas no noroeste das Filipinas após a chegada do tufão Utor, o mais potente em nível mundial neste ano, informaram nesta segunda-feira as autoridades locais.

O Utor chegou ao arquipélago filipino pela província oriental de Aurora com ventos sustentados de 175 km/h e rajadas de até 210 km/h, assinalou o serviço meteorológico das Filipinas, que no domingo elevou o alerta em seis províncias do nordeste do país.

O diretor da agência meteorológica, Vicente Malano, advertiu aos jornalistas que o Labuyo, como os filipinos batizaram o furacão, "é a tempestade mais forte que chega à terra este ano", segundo o jornal local "Inquirer".

As autoridades da província de Catanduanes disseram que pelo menos 23 pescadores que estavam trabalhando na região não puderam retornar para suas casas e foram dados por desaparecidos.

O fenômeno meteorológico deixou várias áreas sem eletricidade, após derrubar várias linhas de transmissão de energia elétrica e causar muitos danos em infraestruturas e casas da região.

Entre 15 e 20 tufões visitam as Filipinas todos os anos durante a estação das chuvas, que começa em maio ou junho e acaba em novembro, ou se prolonga até dezembro, como ocorreu em 2012 com o "Bopha", que causou mais de 1.000 mortos, 850 desaparecidos e seis milhões de desabrigados.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade