0

Americano se recusa a parar de cantar em bar e é morto na Tailândia

Bobby Ray Carter Jr., 51 anos, teve o peito perfurado com uma barra de ferro durante briga com músicos da banda de um bar

1 ago 2013
07h39
atualizado às 07h39
  • separator
  • comentários

Um turisto americano foi morto após começar uma briga com uma banda em um bar de uma praia na Tailândia, informa nesta quinta-feira a agência AP.

Os músicos Sathit Somsa (esq.), Ratikorn Romin (centro) e Noppanant Yoddecha são vistos em delegacia de Krabi na quarta-feira
Os músicos Sathit Somsa (esq.), Ratikorn Romin (centro) e Noppanant Yoddecha são vistos em delegacia de Krabi na quarta-feira
Foto: AP

Bobby Ray Carter Jr., 51 anos, morreu no hospital após ter o peito perfurado em uma briga na madrugada de quarta-feira na praia de Ao Nang, na província tailandesa de Krabi, disse à AP o policial Jongrak Pimthong. Ele disse que Carter, morador do Texas, estava bêbado, começou a cantar com a banda do bar e se recusou a deixar o palco para que outros clientes pudessem cantar. 

"Testemunhas disseram que Carter ficou brabo quando a banda tocou 'Hotel California' em vez da música que ele tinha pedido e se recusou a sair do palco", disse Taksin Pochakorn, chefe de polícia de Krabi. Segundo a polícia, a banda então parou de tocar, mas Carter e seu filho de 27 anos iniciaram uma acirrada discussão com os músicos.

Jangrak diz que Carter teve o peito perfurado com uma barra de ferro durante uma briga do lado de fora do bar e seu filho foi ferido na cabeça. Os três membros da banda, Sathit Somsa, 40 anos, Ratikorn Romin, 27 anos, e Noppanant Yoddecha, 26 anos, foram presos e devem ser acusados de causar a morte por um ataque físico. 

Ao Nang é um popular destino para turistas estrangeiros na costa oeste da Tailândia. 

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade