1 evento ao vivo

Venezuela captura um dos líderes de guerrilha colombiana ELN

28 dez 2010
10h42
atualizado às 11h25

Um importante líder da segunda guerrilha da Colômbia foi capturado na Venezuela numa nova mostra de cooperação na segurança entre os dois países e do avanço das relações bilaterais, anunciou nesta segunda-feira o presidente colombiano, Juan Manuel Santos.

O comandante rebelde capturado é Nilson Albín Terá Ferreira, conhecido como Tulio, segundo cabeça da frente de guerra no Norte do Exército de Libertação Nacional (ELN).

"Este bandido tinha 13 ordens de captura e foi condenado a 40 anos de prisão em junho de 2007... pelo sequestro e posterior assassinato de um conhecido criador de gado", disse Santos durante uma cerimônia de governo.

"Quero ressaltar este fato e agradecer ao presidente (Hugo) Chávez e às autoridades venezuelanas por esta colaboração crescente que estamos tendo em todas as frentes, incluindo, como aqui se demonstra, a frente da segurança", disse o presidente colombiano.

Em novembro, a Venezuela deportou para Bogotá outros dois integrantes do ELN e um outro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Por anos o presidente venezuelano foi acusado de ter relações com as Farc e com o ELN, assim como de permitir que dirigentes desses dois grupos, considerados organizações terroristas pelos Estados Unidos e pela União Europeia, se refugiassem em seu país.

O ex-presidente colombiano, Alvaro Uribe, antes de entregar o poder a Santos no último 7 de agosto, acusou o governo da Venezuela de permitir que importantes líderes guerrilheiros permaneçam em seu país para fugir da ofensiva militar na Colômbia.

Essa acusação fez com que Chávez rompesse relações diplomáticas com a Colômbia, mas com a chegada de Santos os laços entre os dois países foram restabelecidos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade