1 evento ao vivo

Vazamento de amoníaco causa 3 mortes no sul do México

21 ago 2013
01h31
atualizado às 01h57
  • separator
  • comentários

Um vazamento de amoníaco em um encanamento da empresa Petróleos Mexicanos (Pemex) deixou três mortos, dez feridos e 40 intoxicados no estado de Oaxaca, no sul do país, informou nesta terça-feira a companhia petrolífera estatal em sua página do Twitter.

"A Defesa Civil de Oaxaca confirma a morte de três pessoas, assim como 10 feridos e 40 intoxicados", assinalou a Pemex, que ressaltou que o vazamento foi causado pelo rompimento da tubulação após a passagem de máquinas pesadas na região.

A fuga ocorreu em um duto da refinaria Antonio Dovalí Jaime de Salina Cruz, situada na região do Istmo de Tehuantepec e próxima ao povoado de Campo Nuevo. De acordo com a companhia, o incidente "ocorreu durante os trabalhos de ampliação de uma estrada".

A companhia petrolífera precisou que o acidente foi provocado por uma retroescavadeira de uma companhia privada, que causou danos no duto que conecta a refinaria de Salina Cruz em Oaxaca com a petroquímica de Cosoleacaque, no estado de Veracruz, no Golfo do México.

Após o registro do vazamento, equipes da Pemex se dirigiram o local para iniciar uma operação de reparo, a qual contou com o apoio da Defesa Civil e das autoridades federais, estaduais e municipais.

A companhia petrolífera detalhou que, logo após o incidente, as válvulas foram fechadas imediatamente e a provisão de gás foi interrompida.

O diretor de Defesa Civil de Oaxaca, Manuel Maza, confirmou a morte das três pessoas e mais dez feridos, além de ter ressaltado que mais mil pessoas foram evacuadas.

Maza explicou que as autoridades optaram por aplicar um plano de emergência de auxílio à população com auxílio do Exército, da Marinha e das corporações policiais.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade