0

Sobe para três o número de mortos em protestos na Venezuela

Há informações ainda não confirmadas de que as vias de acesso a Caracas foram fechadas nesta quinta, 13 de fevereiro

13 fev 2014
02h36
atualizado às 08h30
  • separator
  • 0
  • comentários

Subiu para três o número de mortes na Venezuela nesta quinta-feira após protestos de oposição ao governo do país. 

Estudante ferido é socorrido por manifestantes em Caracas
Estudante ferido é socorrido por manifestantes em Caracas
Foto: AP

Há informações ainda não confirmadas de que as vias de acesso a Caracas foram fechadas nesta quinta, 13 de fevereiro.

O prefeito de Chacao, Ramón Muchacho, através do Twitter, denunciou que "grupos irregulares" percorreram Chacao levando "violência", e que a polícia estava "sobrecarregada", enquanto pedia calma.

"Rejeitamos a violência e exigimos respeito aos Direitos Humanos e à integridade física dos Venezuelanos!", disse.

Durante a tarde de ontem, grupos de pessoas bloquearam as ruas da cidade com barricadas com lixo queimado, criando um caos no trânsito, além de distúrbios. Efetivos da Guarda Nacional Bolivariana tomaram a rua principal do município durante a noite.

Protestos de oposição acontecem na Venezuela. Três mortos e feridos no pior distúrbio no país desde os protestos do ano passado
Protestos de oposição acontecem na Venezuela. Três mortos e feridos no pior distúrbio no país desde os protestos do ano passado
Foto: Reuters

Pelo menos duas pessoas morreram por disparos de arma de fogo e outras 23 ficaram feridas em incidentes que aconteceram hoje no final de uma manifestação da oposição contra o governo de Nicolás Maduro em Caracas.

O protesto transcorreu de forma pacífica pelo centro da cidade, mas, no final, grupos de encapuzados atacaram a sede da Procuradoria Geral com pedras e queimaram vários veículos da polícia.

Maduro condenou nesta quarta-feira a violência e afirmou que nessas ações há autores materiais e também intelectuais, ao mesmo tempo em que garantiu que na Venezuela existe um "ressurgimento" do nazifascismo e que não haverá um golpe de Estado no país.

Capriles também condenou a violência assegurando que essas ações não podem manchar a manifestação que ocorreu de forma pacífica.

Três pessoas morreram em protestos de oposição ao presidente Maduro. Há informações de acesso fechado a Caracas
Três pessoas morreram em protestos de oposição ao presidente Maduro. Há informações de acesso fechado a Caracas
Foto: Reuters

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade