PUBLICIDADE

América Latina

Multidão reúne-se na Praça de Maio para homenagear Kirchner

27 out 2010 - 22h42
(atualizado às 22h50)
Compartilhar
Maurício Boff
Direto de Buenos Aires

Milhares de pessoas chegavam à Praça de Maio, no coração de Buenos Aires, por volta das 21h (22h do horário de Brasília) desta quarta-feira para homenagar o ex-presidente Néstor Kirchner, que morreu após sofrer uma parada cardíaca em um hospital da cidade de El Calafate, no sul do país.

Argentinos prestam homenagens ao ex-presidente
Argentinos prestam homenagens ao ex-presidente
Foto: Maurício Boff / Especial para Terra

Com faixas de apoio e cantando hinos do Peronismo, militantes partidários, líderes de organizações sindicais e políticos se juntaram à multidão que lotou todas as ruas do entorno da praça para exaltar o líder. A polícia ainda não fez uma estimativa do número de pessoas, mas a previsão é que a mobilização continue por toda a madrugada.

Uma marcha da Juventude Peronista chegou à praça trazendo uma grande quantidade de pessoas para homenagear Kirchner e prestar solidariedade à presidente Cristina Kirchner. As Mães da Praça de Maio também se juntaram à multidão, que parou de cantar e fez silêncio em respeito à luta das mulheres lideradas por Hebe de Bonafini.

O metalúrgico Oscar Guznán, 54 anos, que acompanhava a mobilização, falou sobre Kirchner ser velado na Casa Rosada. "O Kirchner tinha que fazer a coisa diferente, porque esse é um governo diferente", afirmou defendendo a atuação do ex-presidente.

Mais cedo, por volta das 18h (19h do horário de Brasília) foi celebrada uma missa na Catedral Metropolitana de Buenos Aires em homenagem a Kirchner. A Igreja Católica do país manifestou pesar pela morte do líder.

Fonte: Especial para Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra