1 evento ao vivo

Mujica diz que Fidel "continua brilhante" e que conversaram sobre tudo

25 jul 2013
16h04
atualizado às 16h35

O presidente do Uruguai, José Mujica, afirmou nesta quinta-feira em Havana que teve uma conversa "frutífera" na noite anterior com o líder da revolução cubana, Fidel Castro, a quem qualificou como "um idoso que continua sendo brilhante" e "promotor de ideias".

O presidente uruguaio afirmou que Fidel "está empenhado em impulsionar estudos de biologia para encontrar vegetais da área tropical que sirvam para fabricar alimentos para os animais".

Segundo Mujica, o importante desta ideia é "deixar a maior quantidade de grãos possível para a alimentação humana" e o ex-presidente cubano "está cheio de sementes, de plantas que está impulsionando e dando razão à sua existência".

Para o governante sul-americano, essa pesquisa é uma "preocupação central" de Fidel Castro e a ideia de conseguir vegetais altamente proteicos "que possam servir para fazer alimentos não é uma causa superficial".

A imprensa cubana informou hoje que o "emotivo encontro" entre Mujica e Fidel Castro aconteceu depois que o líder uruguaio esteve no Palácio da Revolução com seu colega cubano, Raúl Castro, irmão mais novo e sucessor de Fidel no poder.

Até o momento, não foram divulgadas imagens da reunião entre Fidel Castro e Mujica, da qual também participou sua esposa, a senadora uruguaia Lucía Topolansky.

Em algumas das imagens de Fidel Castro divulgadas nos últimos meses, o ex-presidente cubano apareceu usando chapéu camponês, atento às plantações de moringas oleíferas, cujo cultivo recomendou em vários artigos por suas propriedades alimentares.

Fidel, de 86 anos, se afastou do poder em 2006 por motivos de saúde e, desde então, protagoniza aparições públicas esporádicas e recebe alguns dos visitantes ilustres que chegam à ilha.

Mujica, de 78 anos, foi um dos líderes históricos do grupo guerrilheiro Movimento de Libertação Nacional Tupamaros (MLN-T), mais conhecido como Tupamaros, nos anos 60, 70 e 80, fortemente influenciado pela revolução cubana.

O governante uruguaio começou ontem sua primeira visita oficial a Cuba desde que assumiu a Presidência em 2010 e permanece no país até sábado.

EFE   
publicidade