0

Morre argentino dono de boate onde incêndio matou 194 jovens

Chabán, de 62 anos, morreu no hospital Santojanni, onde estava internado em tratamento intensivo por um linfoma de Hodgkin

17 nov 2014
17h32
atualizado às 17h50
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Administrador da boate obteve o benefício da prisão domiciliar em 2013</p>
Administrador da boate obteve o benefício da prisão domiciliar em 2013
Foto: El Clarín / Reprodução

O empresário argentino Omar Chabán, administrador da boate Cromañon, de Buenos Aires, morreu nesta segunda-feira em Buenos Aires, informou a imprensa local. Em 2004, um incêndio matou 194 jovens no estabelecimento de Chabá, que acabou condenado a dez anos de prisão pela tragédia.

Chabán, de 62 anos, morreu no hospital Santojanni, onde estava internado em tratamento intensivo por um linfoma de Hodgkin no estágio 4.

Devido ao câncer, o administrador da boate obteve o benefício da prisão domiciliar em 2013 e durante os últimos meses esteve internado no hospital fazendo quimioterapia.

O incêndio foi aconteceu porque alguém do público lançou uma espécie de rojão ao teto da boate, cuja capacidade tinha sido excedida para um show do grupo argentino Callejeros, entre outras irregularidades.

O incidente custou o cargo do prefeito de Buenos Aires, Aníbal Ibarra, que foi cassado no final de 2005 por "mal desempenho de suas funções" depois de um julgamento realizado pelo Legislativo da cidade.

Veja também:

Asiáticos relatam discriminação na Alemanha em meio à pandemia
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade