PUBLICIDADE

Ministros da Defesa da Unasul discutem despesas militares na região

4 jun 2012 22h06
| atualizado às 22h17
Publicidade

Os ministros da Defesa da União de Nações Sul-americanas (Unasul) se reunirão nesta terça-feira em Assunção (Paraguai) para discutir avanços conjuntos na área, inclusive um registro de despesas militares, anunciaram fontes oficiais.

Os temas da VI Reunião do Conselho de Defesa Sul-americana (CDS) foram discutidas nesta segunda-feira com a participação de pelo menos oito vice-ministros, disse à Agência Efe uma fonte do Ministério paraguaio de Defesa.

A mesma fonte acrescentou que o encontro de amanhã reunirá sete ou oito secretários de Defesa dos doze países de Unasul, formada pela Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela.

A agenda inclui a exposição das iniciativas dos planos de ação e a apresentação do Registro de Despesas militares na América do Sul, segundo uma nota de imprensa.

O texto ainda ressalta que o registro de despesas com Defesa de cada um dos países do organismo durante o período 2006-2010 é produto da vontade política, cooperação e consenso regional e prova da confiança entre os Estados-membros.

O vice-ministro paraguaio de Defesa, Francisco Ortiz, cujo país exerce a Presidência temporária do bloco, afirmou que o resumo de despesas militares, apresentado provisoriamente durante as Jornadas de Pensamento Estratégico, em 10 de maio em Quito, é importante para o processo de integração sul-americana.

Os ministros da Defesa e os representantes das chancelarias também farão uma análise da redução do contingente sul-americano na Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah), atualmente com 4,929 mil soldados militares.

Os responsáveis de segurança da Unasul se reunirão uma semana após o estabelecimento de um anteprojeto para desenhar e produzir o primeiro avião militar sul-americano de treino primário básico.

O desenvolvimento da aeronave, que será batizada como "Unasul-I" foi decidido na reunião extraordinária do Conselho de Defesa Sul-americano, realizada em novembro do ano passado em Lima.

A convocação de Assunção contará com a participação da secretária-geral da Unasul, a colombiana María Emma Mejía, quem em 11 de junho será substituída pelo venezuelano Alí Rodríguez, em um ato que acontecerá em Bogotá.

EFE   
Publicidade