2 eventos ao vivo

Michelle Bachelet anuncia que será candidata à presidência do Chile

Ex-presidente voltou nesta quarta-feira ao país e confirmou candidatura

27 mar 2013
21h17
atualizado às 22h58
  • separator
  • 0
  • comentários

A ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, anunciou na noite desta quarta-feira que será candidata à presidência do país nas eleições de novembro deste ano. O anúncio foi feito durante a inauguração de uma mostra fotográfica no Centro Cívico de El Bosque, na Grande Santiago. “Amigos e amigas, eu vou trabalhar para conduzir o próximo governo”, disse.

Ex-presidente fez o anúncio na noite desta quarta-feira
Ex-presidente fez o anúncio na noite desta quarta-feira
Foto: EFE

“Estou junto com vocês disposta a assumir esse desafio que é pessoal, mas, sobretudo, é coletivo. Com alegria, com determinação e com muita humildade, tomei a decisão de ser candidata”, afirmou a ex-presidente poucas horas depois de voltar ao Chile. Há algumas semanas, ela deixou o cargo de diretora da ONU Mulheres para assumir a candidatura presidencial.

“O caminho ao La Moneda não será um caminho de uma candidata ou de uma coligação de partidos. Essa campanha pertence a todos vocês", disse. Ela defendeu a realização de primárias para escolha do candidato único da aliança Concertación, que reúne os partidos de oposição ao governo de Sebastián Piñera. "Quando digo que serei candidata, quero dizer que vou participar das primárias", ponderou.

Antes do discurso no qual fez o anúncio, partidários da ex-presidente cantavam “se sente, se sente, Bachelet presidente”.

Bachelet chegou a Santiago na manhã de hoje e afirmou que estava “muito feliz” por voltar ao país. Ainda no aeroporto, ela indicou que aceitaria a proclamação do Partido Socialista (PS). “Sinto-me muito comprometida com o meu país e por isso decidi voltar”, afirmou.

'Estou muito feliz por voltar', disse Bachelet em uma sala do aeroporto logo após desembarcar
'Estou muito feliz por voltar', disse Bachelet em uma sala do aeroporto logo após desembarcar
Foto: EFE

Pesquisas
As pesquisas de intenções de voto realizadas durante o ano passado apontam a ex-presidente como favorita para vencer o pleito de novembro. Se for escolhida candidata da Concertación, como é esperado, ela vai enfrentar o ex-ministro da Mineração Laurence Golborne, famoso por comandar o resgate dos 33 trabalhadores que ficaram presos em uma mina do Atacama em 2010.

Um dos últimos levantamentos, feito pelo Centro de Estudos da Realidade Contemporânea (Cerc) em dezembro, aponta que 56% dos entrevistados votariam em Bachelet, enquanto 25% escolheriam o candidato governista. Quando a pergunta foi "quem você acha que será o próximo presidente do Chile?", Bachelet é apontada por 43% e Golborne, por 12%.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade