1 evento ao vivo

Keiko Fujimori aparece na frente de Humala em pesquisas no Peru

15 mai 2011
10h38
atualizado às 11h08

A candidata conservadora Keiko Fujimori mantém vantagem sobre o nacionalista Ollanta Humala faltando três semanas para a eleição presidencial no Peru, em 5 de junho, mostraram pesquisas da Ipsos e da CPI divulgadas no domingo.

Na pesquisa nacional da Ipsos, publicada pelo jornal El Comércio, Keiko aparece com 51,1% das intenções de voto e Humala com 48,9%, considerando apenas os votos válidos. A pesquisa Ipsos ouviu 2.005 eleitores entre 7 e 13 de maio e a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. Já na pesquisa da CPI mostrou Keiko com 5,8% de vantagem sobre Jumala, com 52,9% das intenções de voto contra 47,1% de Humala. Foram ouvidos 4.848 eleitores, e a margem de erro também é de 2,2 pontos percentuais.

Quatro pesquisas na última semana mostraram Keiko, filha do ex-presidente Alberto Fujimori, na frente de Humala, ainda que sua dianteira esteja dentro da margem de erro. Um quinto dos eleitores estão indecisos ou planejam se abster na votação. As eleições têm causado volatilidade no mercado acionário peruano e na moeda local, e o resultado final do pleito é difícil de se prever.

Ambos os candidatos estão pedindo votos aos mais pobres, embora Keiko tenha forte apoio de empresários, que estão querendo a continuidade do boom econômico de uma década e temem que Humala volte atrás após reformas rumo ao livre mercado. Alberto Fujimori abriu a economia e acabou com a hiperinflação, mas seu governo entrou em colapso em 2000 em uma onda de corrupção e escândalos de direitos humanos.

Humala, ex-oficial do exército que liderou uma revolta de curta duração contra Alberto Fujimori, faz campanha como um esquerdista moderado, mas assusta investidores com uma plataforma política que inclui uma agenda intervencionista. Humala diz que suas políticas iriam fortalecer o Estado fraco para assegurar que os benefícios do crescimento econômico cheguem a todos os peruanos, e não apenas a elite local ou empresas estrangeiras.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

publicidade