0

Haiti: epidemia de cólera é questão de "segurança nacional"

9 nov 2010
15h44
atualizado às 16h48

A epidemia de cólera que assola o Haiti desde a metade de outubro e alcança a capital Porto Príncipe passou a ser "uma questão de segurança nacional", afirmou nesta terça-feira o diretor-geral do Ministério da Saúde, Gabriel Thimoté.

Mulher haitiana segura uma bolsa de soro para um parente com cólera no hospital St. Nicholas em Saint Marc, no Haiti
Mulher haitiana segura uma bolsa de soro para um parente com cólera no hospital St. Nicholas em Saint Marc, no Haiti
Foto: AP

O funcionário fez esta declaração durante uma coletiva de imprensa destinada a informar sobre a epidemia, que deixou até o momento 583 mortos e provocou a hospitalização de mais de 9 mil pessoas em todo o país, segundo o último balanço disponível.

Anteriormente, o diretor de gabinete do ministro da Saúde, o doutor Ariel Henry, havia reportado que "casos isolados" de cólera haviam sido registrados pela primeira vez em Porto Príncipe, onde encontram-se diversas vítimas do terremoto de janeiro em acampamentos de desabrigados.

Por enquanto não ocorreu uma rápida expansão da doença na capital, mas a cólera "vai chegar" a Porto Príncipe, disse Henry.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade