1 evento ao vivo

Furacão e tempestade matam 20 e deixam 8 mil desabrigados no México

15 set 2013
16h10
atualizado às 20h10
  • separator
  • 0
  • comentários

Pelo menos 20 pessoas morreram, e outras milhares foram retiradas de suas casas na passagem do furacão Ingrid e da tempestade tropical Manuel pelo México, informaram as autoridades locais neste domingo, acrescentando que ambos os fenômenos castigavam o território na costa leste e oeste.

Moradores percorrem uma rua inundada em Poza Rica, no estado mexicano de Veracruz
Moradores percorrem uma rua inundada em Poza Rica, no estado mexicano de Veracruz
Foto: Reuters

De acordo com as autoridades, 14 pessoas morreram e mais de duas mil deixaram suas casas no estado de Guerrero, no sul do país,, três em Puebla e três em Hidalgo, na região central, informaram autoridades estaduais.

Desse total, seis eram turistas mexicanos que seguiam no sábado para Acapulco. O motorista da caminhonete em que viajavam perdeu o controle do veículo, devido à falta de visibilidade e à pista molhada e escorregadia, disse o subsecretário estadual de Defesa Civil, Constantino Gonzáles Vargas.

População afetada pela enchente viaja na parte de trás de um caminhão através de um bairro inundado em Poza Rica
População afetada pela enchente viaja na parte de trás de um caminhão através de um bairro inundado em Poza Rica
Foto: Reuters

Outras seis pessoas morreram em deslizamentos de terra e queda de muros em três cidades de Guerrero. Além disso, duas pessoas morreram afogadas, ao serem carregadas por um rio que transbordou na capital, Chilpancingo.

Em diferentes áreas de Acapulco, a água alcançou um metro de altura, carregando carros e forçando o fechamento da estrada que leva ao aeroporto internacional. O porto local também ficou fechado para navegação, e um alerta foi divulgado para que se evitem as praias, devido aos fortes ventos do furacão. Dois homens, que estavam em uma embarcação, foram dados como desaparecidos no sábado.

A tempestade tropical Manuel estava a 15 km da cidade de Manzanillo, no estado de Colima, movendo-se na direção noroeste a 15 km/h. De acordo com boletim divulgado pelo Centro Nacional de Furacões dos EUA, às 15h (horário de Brasília), mantém-se o risco de inundações e deslizamentos de terra.

Manuel é esperado para atingir a costa "em breve", seguindo na direção sudoeste do país entre domingo à noite e segunda-feira, acrescentou o instituto localizado em Miami. Também foi registrada uma ligeira perda de velocidade dos ventos, agora a 100 km/h. Os meteorologistas preveem uma redução ainda maior.

Enquanto o furacão Ingrid avança rumo à costa leste, três pessoas, incluindo um adolescente de 16 anos, morreram em um deslizamento em Tlatlauquitec, uma cidade montanhosa no estado de Puebla.

No Estado de Hidalgo, mais duas pessoas (uma enfermeira e um motorista) foram levadas pela enxurrada, informaram as autoridades da Defesa Civil, confirmando o duplo óbito.

O furacão já havia forçado a evacuação de cerca de seis mil pessoas na costa leste do estado de Veracruz, devido ao transbordamento de dois rios. Pelo menos 20 pontes foram danificadas durante as fortes chuvas no norte do estado, afetando 71 cidades.

Ainda segundo o Centro Nacional de Furacões, Ingrid movimenta-se lentamente em direção à costa, com ventos de até 120 km/h.

A tempestade estava a 190 km de Tampico, no estado de Tamaulipas, e seu centro deve chegar "muito perto" do litoral na segunda-feira pela manhã, anunciou o instituto americano, acrescentando que Ingrid deve provocar forte tempestade e trazer "ondas grandes e destruidoras".

Um alerta de furacão foi divulgado de Cabo Rojo a La Pesca, o que significa que condições climáticas alteradas são esperadas dentro das próximas 36 horas.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade