0

Expulsão de casal gay de bar gera polêmica na Costa Rica

10 set 2010
20h26
atualizado às 21h35

A expulsão de um casal gay de um bar em San José gerou polêmica na Costa Rica, o que levou o estabelecimento a dar explicações sobre o ocorrido. Em satisfações em seu site, os proprietários do bar alegam que o casal protagonizava cenas de amor, embora elas sejam proibidas no local, independentemente do gênero das pessoas.

William Álvarez, um dos gays expulsos, declarou hoje à imprensa local que, da mesma forma que os demais casais heterossexuais no lugar, apenas estava de mãos dadas com seu companheiro, em algumas ocasiões se abraçaram e em outras se beijaram na bochecha e, no entanto, somente eles foram postos para fora.

Álvarez ressaltou que havia mais casais se beijando no local e nenhum outro chamou a atenção. Ele disse que cogita processar o bar para "estabelecer um precedente e para que isso não volte a acontecer com ninguém".

O líder do Movimento Diversidade, Abelardo Araya, que defende os direitos dos homossexuais, disse à Agência Efe que se encontrou hoje com os donos do bar, que lhe reiteraram não se tratar de um caso de discriminação por orientação sexual.

O advogado constitucionalista Enrique Rojas Franco destacou à emissora local "Monumental" que um estabelecimento comercial tem direito de impor regras de conduta, como restringir cenas amorosas, mas que estas devem ser aplicadas igualmente a todos.

EFE   
publicidade