1 evento ao vivo

"Eu governarei no Peru, não meu pai", diz Keiko Fujimori

9 dez 2010
17h25
atualizado às 18h19

A candidata à Presidência do Peru, Keiko Fujimori, tomou distância de seu pai, Alberto Fujimori, condenado em 2009 a 25 anos por violação dos direitos humanos durante o seu governo, ao indicar que será ela que governará o Peru, caso vença a eleição, em abril de 2011. "A candidata sou eu e quem governará, se vencer, serei eu", disse Fujimori ao responder sobre a influência de seu pai nas decisões do partido, durante encontro, esta quinta-feira, com a Associação de Imprensa Estrangeira.

"Suas opiniões são ouvidas, mas quem decide o rumo e direção do partido sou eu", enfatizou Keiko Fujimori, uma das favoritas para suceder Alan García, segundo as pesquisas. A atual congressista detalhou que a prioridade de uma eventual gestão sua "será trabalhar pelo país, não libertar o meu pai".

A jovem candidata, 35 anos, explicou que por isso pensa limitar "o uso da imagem do meu pai na campanha eleitoral". A candidata do novo partido Força 2011 destacou que por falta de tempo só pode visitar duas vezes ao mês seu pai, na base policial ao leste de Lima, onde ele cumpre pena de 25 anos de prisão.

Keiko Fujimori descartou ter se lançado na política com o objetivo de indultar seu pai, 72 anos, e destacou que se animou em ser candidata para "ajudar a superar a pobreza" de milhares de peruanos. Ela evitou falar de indultar o ex-presidente, que governou de 1990 a 2000, e insistiu em que a defesa de Fujimori entrou com um hábeas corpus pedindo a revisão da pena contra seu pai.

Alberto Fujimori está detido desde 2007 em uma sede policial na capital peruana, após ter sido extraditado do Chile, e suas chances de sair livre se limitam a um indulto presidencial. Em 2009, foi condenado a 25 anos de prisão por participação nos crimes de homicídio qualificado e o assassinato de 25 pessoas em duas ações encarregadas de um comando de execução do Exército durante o conflito contra a guerrilha do Sendero Luminoso, em 1992.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade
publicidade