3 eventos ao vivo

Especialista diz que tremores no Haiti devem continuar

13 jan 2010
09h02
atualizado às 12h42

Os tremores secundários que atingiram o Haiti após um terremoto de 7 graus na escala Richter devem continuar, de acordo com o especialista da agência geológica americana US Geological Survey, Mike Blanpeid. Segundo ele, cerca de 3 milhões de pessoas podem ter sido atingidas pelos tremores de ontem. As informações são da BBC Brasil .

infográfico haiti info mapa mais próximo
infográfico haiti info mapa mais próximo
Foto: Terra

Blanpeid afirmou ainda que o epicentro raso do terremoto de apenas 10 km de profundidade é ainda mais devastador e que os estragos devem ser "significativos". O Haiti é o país mais pobre das Américas e estava se recuperando de um furacão que atingiu seu território há aproximadamente um ano.

Um alerta de tsunami para alguns países do Caribe, inclusive o Haiti, foi acionado logo após os tremores, mas já foi suspenso.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu que funcionários do governo se preparem para prestar assistência humanitária. Ele disse que está "monitorando de perto a situação" e que o país "está pronto para ajudar o povo do Haiti".

O Banco Interamericano de Desenvolvimento anunciou a liberação de US$ 200 mil para uma ajuda de emergência ao país.

Terremoto
Um terremoto de magnitude 7 na escala Richter atingiu o Haiti nessa terça-feira, às 16h53 no horário local (19h53 em Brasília). Com epicentro a 15 km da capital, Porto Príncipe, segundo o Serviço Geológico Norte-Americano, o terremoto é considerado pelo órgão o mais forte a atingir o país nos últimos 200 anos.

Dezenas de prédios da capital caíram e deixaram moradores sob escombros. Importantes edificações foram atingidas, como prédios das Nações Unidas e do governo do país. No entanto, devido à precariedade dos serviços básicos do país, ainda não há estimativas sobre o número de vítimas fatais nem de feridos.

O Haiti é o país mais pobre do continente americano. O Brasil comanda cerca de 7 mil soldados da força de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti, enviada ao país em 2004, e tem cerca de 1,3 mil homens na região. As Forças Armadas Brasileiras participaram do socorro às vítimas de furacões no país em 2004 e 2008.

Terremoto Um terremoto de magnitude 7 na escala Richter atingiu o Haiti nessa terça-feira, às 16h53 no horário local (19h53 em Brasília). Com epicentro a 15 km da capital, Porto Príncipe, segundo o Serviço Geológico Norte-Americano, o terremoto é considerado pelo órgão o mais forte a atingir o país nos últimos 200 anos.

Dezenas de prédios da capital caíram e deixaram moradores sob escombros. Importantes edificações foram atingidas, como prédios das Nações Unidas e do governo do país. No entanto, devido à precariedade dos serviços básicos do país, ainda não há estimativas sobre o número de vítimas fatais nem de feridos.

O Haiti é o país mais pobre do continente americano. O Brasil comanda cerca de 7 mil soldados da força de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti, enviada ao país em 2004, e tem cerca de 1,3 mil homens na região. As Forças Armadas Brasileiras participaram do socorro às vítimas de furacões no país em 2004 e 2008.

Agência Brasil Agência Brasil

compartilhe

publicidade
publicidade