0

Emir Kusturica filmará documentário sobre a vida de José Mujica

Filme deverá se chamar "O presidente do povo" e terá orçamento de US$ 3 milhões

8 ago 2013
15h28
atualizado às 17h50
  • separator
  • comentários

O renomado diretor de cinema e músico sérvio Emir Kusturica gravará um documentário cinematográfico sobre a vida do presidente do Uruguai, José Mujica, um ex-guerrilheiro tupamaro de 78 anos.

<p>José Mujica é considerado "o presidente mais pobre do mundo" </p>
José Mujica é considerado "o presidente mais pobre do mundo"
Foto: AFP

O projeto se chamará "O presidente do povo" e terá um orçamento de US$ 3 milhões, segundo fontes do Ministério de Transporte e Obras Públicas do Uruguai, que casualmente administrou o acordo.

O acordo com o cineasta foi fechado na semana passada na Bélgica, onde Kusturica se reuniu com assessores do ministro uruguaio de Transporte e Obras Públicas, Enrique Pintado, que conheciam o interesse do diretor pela figura de Mujica, embora as gestões tenham começado há nove meses por iniciativa do próprio cineasta.

O projeto não usará imagens de ficção, mas utilizará imagens de arquivo e diversas reuniões entre o diretor e o presidente do Uruguai, acontecerão a partir do próximo mês de dezembro.

O filme não receberá patrocínio do Estado uruguaio, será financiado por patrocinadores privados brasileiros, uruguaios e argentinos.

Por outro lado, a revista uruguaia "Búsqueda" publicou nesta quinta-feira que a produtora argentina K&S Films também trabalhará no projeto e já se encontraria recopilando informação de arquivo para Kusturica.

O lançamento do documentário é esperado para dezembro de 2014, quando já se conhecerá o sucessor de Mujica à frente da presidência uruguaia, já que as eleições presidenciais se realizarão um mês antes.

José "Pepe" Mujica, líder da governista e esquerdista Frente Ampla (FA), é conhecido por seu estilo de vida austero, o que levou a que alguns veículos internacionais se referam a ele como o presidente "mais pobre do mundo".

Mujica, que passou vários anos na prisão por atuar na luta armada, a maioria durante a ditadura (1973-1985), vive atualmente em uma humilde chácara perto de Montevidéu com sua esposa, a senadora Lucía Topolansky.

O governante doa cerca de 90% de seu salário presidencial, de cerca de US$ 12 mil mensais (R$ 27.450), à construção de moradias sociais.

Entre outros trabalhos, Emir Kusturica, de 58 anos, dirigiu "Maradona by Kusturica" (2008), "Zavet" (2007), "Underground - Mentiras de Guerra" (1995) e "Vida Cigana" (1989).

Por esse último filme, recebeu o prêmio ao melhor diretor do Festival de Cannes, quatro anos depois que outro de seus filmes, "Quando Papai Saiu em Viagem de Negócios" (1985), levou a Palma de Ouro.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade