América Latina

publicidade
13 de fevereiro de 2013 • 00h04 • atualizado às 00h56

ELN anuncia libertação de 5 sequestrados na Colômbia

 

O Exército de Libertação Nacional (ELN) anunciou nesta terça-feira que libertou cinco dos seis homens que haviam sido sequestrados em 18 de janeiro, segundo um comunicado que essa guerrilha colombiana divulgou através da internet.

Os libertados seriam dois peruanos e três colombianos, todos eles trabalhadores da mineradora GeoExplorer, que foram capturados junto a um canadense no departamento de Bolívar, no norte da Colômbia.

Os homens supostamente libertados seriam os peruanos José Mamani e Javier Ochoa e os colombianos William Batista e Manuel Zabaleta, além de um terceiro colombiano que não teve a identidade divulgada desde o seu sequestro.

Em sua mensagem datada de Serrania de San Lucas, a guerrilha não faz menção ao canadense Jernoc Wobert, também trabalhador da GeoExplorer que estaria em seu poder.

Além desses seis, o ELN mantém em cativeiro os irmãos alemães Uwe e Günter Otto Breuer, dois aposentados que percorriam o país em seu próprio veículo quando foram sequestrados em novembro passado na região de Catabumbo, fronteiriça com a Venezuela.

Os rebeldes, que pediram em várias ocasiões a sua inclusão no diálogo de paz entre o governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), reivindicam que os títulos mineiros que passaram ilegalmente - segundo sua opinião - a companhias estrangeiras sejam devolvidos aos seus donos originais.

EFE EFE - Agencia EFE - Todos os direitos reservados. Está proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agencia EFE S/A.