0

Edward Snowden solicitou asilo ao Equador (chanceler)

23 jun 2013
14h13
atualizado às 14h15

O ministro das Relações Exteriores do Equador, Ricardo Patiño, informou neste domingo que o ex-consultor americano da CIA, Edward Snowden, acusado de espionagem por Washington, pediu asilo político a seu país.

"O governo do Equador recebeu a solicitação de asilo por parte de Edward Snowden", afirmou o chanceler em sua conta no Twitter.

O americano, ex-consultor da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos, é acusado por Washington de ter vazado informações sobre os programas de governo dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha para monitorar o tráfego na internet e chamadas telefônicas.

Snowden chegou neste domingo a Moscou em um voo comercial e, de acordo com relatos da imprensa russa, o embaixador equatoriano, estava esperando por ele no aeroporto Sheremetyevo.

No entanto, Snowden não foi visto no terminal e nem entre os passageiros que passaram pelo controle de passaportes no Terminal C do aeroporto, onde o avião pousou, segundo um jornalista da AFP.

Vários passageiros contaram à AFP que viram um veículo estacionado na pista ao lado do avião, o que poderia indicar que ele deixou o aeroporto desta forma.

O WikiLeaks, a organização fundada por Julian Assange, expressou seu apoio à Snowden e indicou em um comunicado que o ex-agente americano viaja "rumo a uma nação democrática, passando por uma rota segura".

Assange está na embaixada do Equador em Londres há um ano como refugiado político para evitar uma possível extradição para a Suécia, que o reivindica por supostos delitos sexuais.

O Equador concedeu asilo diplomático para Assange em 16 de agosto.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade