0

Cristina Kirchner visita vítimas de explosão em Rosário

7 ago 2013
15h58
atualizado às 17h30
  • separator
  • 0
  • comentários

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, visitou nesta quarta-feira em Rosário a região da explosão provocada por um vazamento de gás e que matou pelo menos dez pessoas e feriu outras 60, enquanto os principais partidos suspenderam as atividades de campanha para as eleições primárias do domingo.

Recém-chegada de Nova York, onde presidiu a reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas, Cristina foi a Rosário, a 300 quilômetros de Buenos Aires, para prestar solidariedade às vítimas e visitar alguns dos feridos que ainda permanecem hospitalizados, divulgou a agência oficial Télam.

Um vazamento de gás no subsolo de um bloco de casas provocou na terça-feira uma explosão que derrubou um prédio e causou danos graves em outros dois. Segundo dados oficiais, já são dez vítimas fatais e 62 feridos, mas os números podem aumentar, pois mais de dez pessoas ainda não foram encontradas nos escombros.

O governo argentino decretou hoje dois dias de luto nacional pela tragédia sofrida na terceira maior cidade do país. O acidente provocou também o cancelamento dos atos de encerramento de campanha para as eleições primárias de domingo, previstos para hoje e amanhã.

"Decidimos suspender os atos de encerramento de campanha", informou em entrevista coletiva o candidato a deputado nacional pela província de Buenos Aires do governante Frente para a Victoria, Martín Insaurralde. "Respeitamos o luto nacional", acrescentou. O principal candidato de oposição, Sergio Massa, também decidiu suspender o ato eleitoral que aconteceria amanhã em San Martin, informou a imprensa local.

A Argentina realiza eleições primárias no próximo domingo, quando serão definidos os candidatos para as eleições legislativas de 27 de outubro.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade