0

Cristina Kirchner é investigada por violação da lei eleitoral

Oposição denunciou a presidente argentina por participação em um ato oficial antes das primárias para as eleições deste ano

2 ago 2013
20h04
atualizado às 20h52
  • separator
  • 0
  • comentários

A Justiça argentina investiga se a presidente Cristina Kirchner violou a lei eleitoral ao participar de atos de inauguração de obras antes das primárias para as eleições legislativas, informou uma fonte judicial nesta sexta-feira à AFP.

<p>Oposição diz que Cristina Kirchner infringiu o Código Eleitoral ao liderar uma inauguração esta semana </p>
Oposição diz que Cristina Kirchner infringiu o Código Eleitoral ao liderar uma inauguração esta semana
Foto: AFP

"O pedido de investigação de suposta violação da proibição foi apresentado pelo procurador (Jorge) Di Lello", disse a fonte da Procuradoria que pediu para não ser identificada. Di Lello atendeu a uma denúncia apresentada por candidatos da oposição liberal e socialdemocrata reunidos na frente Unen.

Segundo os denunciantes, Cristina Kirchner infringiu o Código Eleitoral ao liderar esta semana a inauguração de uma unidade de tratamento de água e de uma fábrica de máquinas de lavar roupa, ambas na periferia de Buenos Aires.

A lei eleitoral proíbe membros do governo de participar de inaugurações de obras, ou outras ações que sejam interpretadas como propaganda para influenciar o voto até 15 dias antes das eleições.

Pelo menos 30,5 milhões de argentinos são esperados nas urnas em 11 de agosto nas primárias, cujo objetivo é selecionar os candidatos de cada partido para as eleições de 27 de outubro. Em outubro, metade do segundo e último mandato de Cristina, que termina em 2015, renovam-se metade da Câmara dos Deputados e um terço do Senado.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade