1 evento ao vivo

Colégios eleitorais são abertos para eleições primárias na Argentina

11 ago 2013
08h49
atualizado às 09h21
  • separator
  • comentários

Os colégios eleitorais da Argentina abriram neste domingo às 8h (horário local, o mesmo de Brasília) para as primárias nas quais serão definidos os candidatos que concorrerão ao pleito legislativo de outubro. Mais de 30,5 milhões de pessoas estão convocadas a votar em alguma das 90 mil mesas para as segundas eleições primárias, abertas, simultâneas e obrigatórias (chamadas de Paso) a serem realizadas na Argentina.

A principal novidade é a estreia dos jovens de 16 e 17 anos, cerca de 1,7% dos eleitores, cujo voto, assim como no Brasil, não é obrigatório, ao contrário do que acontece com a população de 18 a 70 anos.

A atenção se centra em Buenos Aires, o maior distrito eleitoral, já que representa 37,3% do total de votantes. Na província, o kirchnerismo, liderado pelo prefeito de Lomas de Zamora, Martín Insaurralde, medirá suas forças com o exilado e hoje opositor Sergio Massa, líder da Frente Renovadora.

Os outros grandes distritos em jogo no pleito de hoje são Córdoba (8,7 % do censo eleitoral), Santa Fé (8,4%) e a cidade de Buenos Aires (8,3%).

Os candidatos devem obter pelo menos o 1,5 % dos votos nas Paso para poder se candidatarem às eleições legislativas de 27 de outubro, nas quais serão renovadas 127 bancas de deputados e 24 senadores nacionais. O processo eleitoral está sob custódia de 90 mil soldados das Forças Armadas e de segurança, e cerca de 300 mil interventores que zelarão pela transparência do pleito.

Os colégios eleitorais argentinos fecharão a partir das 18h, e está previsto que, três horas depois, haja os primeiros resultados oficiais.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade