1 evento ao vivo

Chávez está bem apesar de cirurgia complexa, diz presidente do Equador

12 dez 2012
19h43
atualizado às 19h47

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, está "bem", apesar de ter passado na véspera por uma complexa cirurgia contra o câncer que combate desde 2011, disse nesta quarta-feira o mandatário equatoriano, Rafael Correa.

Presidente do Equador, Rafael Correa, acena ao desembarcar em Havana, Cuba. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, está "bem", apesar de ter passado por uma cirurgia complexa contra um câncer, disse Correa, nesta quarta-feira. 10/12/2012
Presidente do Equador, Rafael Correa, acena ao desembarcar em Havana, Cuba. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, está "bem", apesar de ter passado por uma cirurgia complexa contra um câncer, disse Correa, nesta quarta-feira. 10/12/2012
Foto: Enrique De La Osa / Reuters

"(Ele) saiu bem, apesar da dificuldade da operação", disse Correa em entrevista coletiva em Quito.

Chávez viajou a Cuba para se submeter à sua quarta intervenção cirúrgica em 18 meses e atualmente enfrenta um pós-operatório "complexo", disse o vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

O próprio Chávez advertiu sobre a gravidade da cirurgia e, antes de partir à ilha, designou Maduro como seu eventual sucessor se não conseguir assumir o comando da potência petrolífera.

Chávez, que se declarou curado do câncer na região pélvica duas vezes, mas que logo teve uma recaída, foi reeleito em outubro e deverá assumir um novo mandato de seis anos em 10 de janeiro.

"Esperamos que o presidente Chávez se recupere logo, mas se, pela gravidade de sua doença, não puder continuar no comando da Venezuela, esses processos revolucionários bolivarianos têm de continuar na Venezuela, no Equador, na Argentina e na Bolívia", acrescentou Correa, que viajou a Havana antes da cirurgia do venezuelano.

Chávez foi o motor de uma longa série de acordos petrolíferos com aliados como Equador, Bolívia, Nicarágua e, principalmente, Cuba.

O mandatário chegou ao poder em 1999 e iniciou uma onda de governos de esquerda na América Latina, como o do próprio Correa e do boliviano Evo Morales, entre outros.

(Reportagem de Alexandra Valencia)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade