Chávez admite estar debilitado com tratamento contra câncer

atualizado em 17/8/2011 às 01h48
  • separator
  •  
  • comentários

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta terça-feira que enfrenta um "duro" tratamento contra o câncer, com sessões de quimioterapia que o "debilitam", mas garantiu que não tem "metástase".

"Não tenho metástase, não detectaram (células cancerosas) em qualquer outra parte do corpo, mas estamos fazendo quimioterapia e a quimioterapia bate forte", revelou Chávez, explicando que seu sistema imunológico está baixo e "debilitado" devido ao tratamento.

Com a cabeça raspada, Chávez saiu ao pátio do Palácio Presidencial de Miraflores, em Caracas, com a secretária-geral da Unasul, María Emma Mejía, e com o chanceler venezuelano, Nicolás Maduro.

O presidente explicou que é submetido a inúmeros exames e que seu estado de saúde não é grave, mas evitou as perguntas dos jornalistas sobre que tipo de câncer enfrenta exatamente. "Estou bem, com um espírito melhor que jamais tive".

Chávez chegou na madrugada de domingo a Caracas, após se submeter em Cuba a um segundo período de quimioterapia, e revelou que o câncer "ainda não passou". Mas o presidente garantiu que está com bom apetite, recupera o peso e não sente mais enjoo devido ao tratamento.

Aos 57 anos e no poder desde 1999, Chávez planeja concorrer a mais um mandato presidencial em 2012.

"Estou bem, com um espírito melhor que jamais tive", disse, apesar do tratamento
"Estou bem, com um espírito melhor que jamais tive", disse, apesar do tratamento
Foto: AFP
AFP    

compartilhe

publicidade
publicidade