0

Ban pede diálogo e cautela entre Venezuela e Colômbia

22 jul 2010
20h31
atualizado às 22h23
  • separator

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta quinta-feira a Venezuela e Colômbia para que evitem uma escalada das tensões e resolvam por meio do diálogo a ruptura das relações entre os dois países. "O secretário-geral espera que as diferenças entre Colômbia e Venezuela se resolvam por meio do diálogo e pede a todas as partes que tenham cautela para que a situação possa ser resolvida de maneira pacífica", disse em comunicado o porta-voz da ONU, Martin Nesirky.

Chávez cumprimenta o ex-jogador e treinador argentino Diego Maradona no Palácio de Miraflores, em Caracas
Chávez cumprimenta o ex-jogador e treinador argentino Diego Maradona no Palácio de Miraflores, em Caracas
Foto: AP

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou nesta quinta o rompimento das relações de seu país com a Colômbia depois da denúncia colombiana em sessão extraordinária da Organização dos Estados Americanos (OEA) sobre a presença de 1.500 guerrilheiros na Venezuela. Chávez alegou que rompeu relações com a Colômbia "por dignidade" diante da "gravidade do ocorrido" na sessão da OEA, quando o embaixador da Colômbia na entidade, Luis Alfonso Hoyos, falou de uma presença "consolidada", "ativa" e "crescente" de guerrilheiros na Venezuela.

Hoyos pediu à OEA para que crie uma comissão internacional que verifique no local e em 30 dias a presença das guerrilhas.

Veja também:

Asiáticos relatam discriminação na Alemanha em meio à pandemia
EFE   
publicidade