0

Autoridades panamenhas mostram brevemente Noriega na prisão

12 dez 2011
01h47
atualizado às 02h51

As autoridades panamenhas mostraram de longe o ex-ditador Manuel Antonio Noriega aos meios de comunicação na prisão, devido às queixas surgidas pela ocultação de sua imagem em sua chegada. Noriega apareceu brevemente na entrada do presídio sentado em uma cadeira de rodas, vestido de vermelho, e depois de falar com o diretor do Sistema Penitenciário, Ángel Calderón, e com outras pessoas que o acompanhavam, voltou para o interior do recinto.

Antes de voltar a entrar no presídio, onde segundo as autoridades panamenhas ocupa uma cela normal e "sem luxos", o que já foi o homem forte do Panamá entre 1983 e 1989 pareceu discutir com as pessoas que estavam com ele fazendo gestos com os braços. O diretor do Sistema Penitenciário assegurou que nessa conversa estiveram revisando com Noriega os pertences com que chegou extraditado da França, para ver o que podia levar para a prisão e que artigos deviam ser excluídos.

Além disso, justificou a breve presença e a longa distância desde a qual Noriega foi visto por causa das recomendações do médico perante a chuva que tinha caído pouco antes. "É o mais próximo que podemos nos aproximar dele", disse Calderón à imprensa que aguardava a aparição do ex-ditador.

"Não podemos trazê-lo e mostrá-lo aqui", insistiu. Os meios de comunicação tinham expressado seu mal-estar porque as autoridades tinham levado o ex-ditador sem que ele pudesse ser visto claramente na prisão El Renacer.

Autoridades panamenhas mostraram de longe o ex-ditador Manuel Antonio Noriega aos meios de comunicação na prisão, devido às queixas surgidas pela ocultação de sua imagem em sua chegada
Autoridades panamenhas mostraram de longe o ex-ditador Manuel Antonio Noriega aos meios de comunicação na prisão, devido às queixas surgidas pela ocultação de sua imagem em sua chegada
Foto: AP
EFE   
publicidade