PUBLICIDADE

Tunísia estima prejuízo de R$ 1,5 mi após ataque a hotel

Turismo é responsável por 7% do PIB do país norte-africano, que lucrou mais de R$ 6 bilhões ano passado

30 jun 2015 08h11
| atualizado às 14h08
ver comentários
Publicidade
Homenagem às vítimas no local do ataque, na Tunísia.   29/06/2015
Homenagem às vítimas no local do ataque, na Tunísia. 29/06/2015
Foto: Zohra Bensemra / Reuters

A Tunísia estima perdas de pelo menos 515 milhões de dólares (R$ 1.542,00) neste ano, ou cerca de um quarto de sua receita anual de turismo, após o ataque da última sexta-feira a um hotel na praia que deixou 39 mortos, principalmente turistas britânicos.

O ataque de um homem armado ao hotel Imperial Marhaba na popular cidade de Sousse aconteceu meses depois de militantes atacarem o Museu do Bardo, em Túnis, matando 21 pessoas, e provocando um rombo na vital indústria de turismo do país.

Siga o Terra Notícias no Twitter

Turista em local de homenagem às vítimas de ataque a hotel, em Sousse, na Tunísia
Turista em local de homenagem às vítimas de ataque a hotel, em Sousse, na Tunísia
Foto: Zohra Bensemra / Reuters

"O ataque teve um grande impacto na economia, as perdas serão grandes", disse a ministra do Turismo, Salma Loumi, a repórteres na noite de segunda-feira, dando uma estimativa preliminar após o ataque de Sousse.

O país norte-africano ganhou 1,95 bilhão de dólares (mais de R$ 6 bilhões) em turismo no ano passado. O setor é responsável por até sete por cento do produto interno bruto e é grande fonte de moeda estrangeira e empregos para a Tunísia.

Ministros europeus homenageiam vítimas de atentado na Tunísia :

Salma disse que o governo planeja encerrar a cobrança de uma taxa de visitante e também revisar o alívio das dívidas de operadores de hoteis como medidas para ajudar a apoiar a indústria.

O governo informou que mais de 1.000 policiais armados vão patrulhar hoteis e locais turísticos, e que os reservistas do Exército também serão convocados para reforçar a segurança.

Com garrafa, funcionário de hotel caça atirador na Tunísia:
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade