2 eventos ao vivo

Surto de ebola na África Ocidental matou 1.013 pessoas

A Organização Mundial da Saúde também informou que subiu para 1.848 o número de casos registrados da doença

11 ago 2014
22h01
atualizado às 22h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Equipe do Médicos Sem Fronteiras serve refeições a pacientes mantidos em uma área de isolamento em um centro de tratamento de ebola em Kailahun, Serra Leoa, em 20 de julho</p>
Equipe do Médicos Sem Fronteiras serve refeições a pacientes mantidos em uma área de isolamento em um centro de tratamento de ebola em Kailahun, Serra Leoa, em 20 de julho
Foto: Tommy Trenchard / Reuters

O número de mortos no pior surto de Ebola já registrado atingiu 1.013, depois que mais 52 pessoas morreram em três dias até 9 de agosto, em três países da África Ocidental, informou a Organização Mundial da Saúde nesta segunda-feira.

O maior número de mortes recentes foi na Libéria, onde 29 pessoas morreram, seguido de Serra Leoa (17) e Guiné (6), disse a OMS em um comunicado em seu site. O número total de casos subiu para 1.848, acrescentou.

O exército liberiano colocou em quarentena a província de Lofa (norte) devido à epidemia de ebola, convertendo-se na terceira do país que adota esta medida, anunciou nesta segunda-feira a presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf.

A líder liberiana também pediu aos Estados Unidos que ponham à disposição do país um remédio experimental contra o ebola. Em um discurso no rádio, Sirleaf assegurou que o acesso da Libéria a este remédio contribuiria para combater o ebola e a dar esperança a uma população golpeada pelo vírus.

Foto: Arte Terra

Veja também:

Maior edifício impresso em 3D da Europa está em construção
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade