5 eventos ao vivo

Rebeldes tuaregues e islamitas tomam cidade estratégica no Mali

30 mar 2012
09h30
atualizado às 19h15

Os rebeldes tuaregues e grupos islâmicos armados se apoderaram nesta sexta-feira da estratégica cidade de Kidal, no nordeste do Mali, após o ataque lançado na véspera.

"Os rebeldes dominam a situação, o Exército não resistiu", afirmou um professor entrevistado pela AFP em Kidal. "Ontem lançaram sua ofensiva. Depois a suspenderam às 20h local (17h de Brasília) e, nesta manhã, a retomaram e dominaram as duas bases militares", acrescentou.

Segundo uma fonte diplomática, o ataque foi lançado pelos rebeldes (do Movimento Nacional para a Libertação de Azawad, MNLA) e por homens de Iyad (Ag Ghaly, chefe do grupo armado islamita Ansar Din).

A situação é atualmente crítica no norte do Mali devido ao avanço dos rebeldes tuaregues e dos islamitas, diante dos quais o Exército necessita de apoio externo, afirmou nesta sexta-feira o chefe da junta malinesa, capitão Amadou Sanogo.

O líder da Junta Militar golpista em Bamako admitiu na TV estatal a queda de Kidal, destacando que "o inimigo está em posição de superioridade", melhor equipado que o Exército regular.

A situação precária do Exército para combater os rebeldes tuaregues foi exatamente uma das razões invocadas pelos golpistas para derrubar do presidente Amadou Toumani Touré, no dia 22 de março passado.

O capitão Sanogo prometeu que o Exército "regressará" a Kidal. A cidade é controlada agora pelo grupo islâmico Ansar Din, que forneceu o grosso das tropas para a ofensiva.

Segundo testemunhas, também participaram do ataque combatentes da Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQMI) e rebeldes tuaregues do Movimento Nacional de Libertação de Azawad.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade