0

Premiê egípcio anunciará formação de gabinete na quinta-feira

28 jul 2012
12h36
atualizado às 12h55

Os nomes da nova equipe de governo do Egito serão divulgados na quinta-feira, informou neste sábado a mídia estatal do país.

O Egito ganhou seu primeiro canal de TV no qual todas as mulheres que aparecem se vestem com o véu muçulmano completo, ou niqab. Na foto, Heba Seraj filma um segmento do programa sobre o Ramadã
O Egito ganhou seu primeiro canal de TV no qual todas as mulheres que aparecem se vestem com o véu muçulmano completo, ou niqab. Na foto, Heba Seraj filma um segmento do programa sobre o Ramadã
Foto: AP

O anúncio encerra uma longa espera pelo novo gabinete, aguardado desde a posse do presidente Mohamed Mursi, três semanas atrás.

"Vou anunciar a formação do gabinete, em sua composição final, na próxima quinta-feira", disse o primeiro-ministro Hisham Kandil, em um comunicado divulgado pela agência oficial de notícias Mena e a TV estatal.

Ele disse ter informado Mursi sobre suas reuniões com possíveis candidatos aos cargos.

Kandil, ex-ministro de Irrigação e Recursos Hídricos, foi nomeado primeiro-ministro na semana passada, apesar da preocupação com o fato de ele ser um tecnocrata pouco conhecido e que pode não ter a experiência política ou econômica para o posto.

A demora de Mursi para indicar o primeiro-ministro mostrou as dificuldades do Egito em fazer com que a recente liberdade política no país resulte em um governo efetivo, depois da derrubada de Hosni Mubarak em um levante popular há um ano e meio.

Mursi, um político egresso da organização Irmandade Muçulmana, foi o primeiro civil escolhido presidente em eleições livres. Ele vem procurando impor sua autoridade num Estado em que os militares ainda desfrutam de enorme influência, depois de terem assumido o poder após a destituição de Mubarak.

Kandil afirmou que Mursi está em contato com generais do Exército para a definição do novo ministro da Defesa, cargo atualmente ocupado pelo marechal Hussein Tantawi, que deteve o posto por 20 anos durante o regime de Mubarak.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade