2 eventos ao vivo

Nelson Mandela segue em estado grave, mas estável

Ex-presidente sul-africano foi internado após ter uma recaída por causa de uma infecção pulmonar

8 jun 2013
07h52
atualizado em 10/6/2013 às 10h39
  • separator
  • 0
  • comentários

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela segue "em estado grave, mas estável", após ter sido internado neste sábado em um hospital da cidade de Pretória devido à recaída de uma infecção pulmonar, informou o porta-voz da Presidência da África do Sul, Mac Maharaj. "Seu estado é o mesmo que o mencionado na declaração emitida anteriormente", disse Maharaj, citado pela agência de notícias sul-africana Sapa, poucas horas depois do anúncio oficial sobre a hospitalização de Mandela, de 94 anos.

"Por volta da 1h30 de hoje (20h30 de sexta-feira em Brasília), seu estado se deteriorou e ele foi levado a um hospital de Pretória", diz a nota divulgada no começo da manhã. "O ex-presidente está sob cuidados e os médicos estão fazendo todo o possível para que melhore e se sinta bem", acrescenta o texto.

Ainda segundo o comunicado, o presidente Jacob Zuma "deseja a Madiba (como Mandela é conhecido popularmente em seu país) uma rápida recuperação e pede à imprensa e aos cidadãos que respeitem sua intimidade e a de sua família".

Embora o governo não tenha informado onde Mandela foi internado, alguns jornalistas se concentraram em frente a um hospital em Pretória para comprovar que veículos oficiais e de familiares do ex-governante entram e saem do local, segundo a Sapa.

Após o anúncio da internação de Mandela, alguns partidos e organizações sul-africanos expressaram solidariedade ao líder da luta contra o apartheid. Jackson Mthembu, porta-voz do partido Congresso Nacional Africano (CNA), que está no poder, desejou a Mandela, através de um comunicado, os "melhores desejos de uma rápida recuperação, de modo que receba alta em breve e volte aos cuidados e à comodidade de sua casa". No mesmo tom se manifestaram o Congresso Sul-Africano de Sindicatos (Cosatu), principal central sindical do país, e o Partido Comunista da África do Sul.

Além disso, o executivo-chefe da "Proudly South African" (uma campanha de promoção de produtos sul-africanos), Leslie Sedibe, disse que Madiba está em seus "pensamentos e orações".

O ex-presidente já precisou ser internado em março com o mesmo problema de saúde e recebeu tratamento intensivo durante dez dias, até receber alta em 6 de abril.

Nelson Mandela lutou durante 67 anos contra o regime racista do apartheid, imposto pela minoria branca da África do Sul até 1994. Após passar 27 anos na prisão, Madiba recebeu o prêmio Nobel da Paz em 1993 e se tornou, um ano depois, no primeiro presidente negro da história da África do Sul.

Mandela vive entre Johanesburgo e Qunu - cidade no leste do país onde passou sua infância - sob permanente monitoramento médico. Sua última aparição pública ocorreu na cerimônia de encerramento da Copa do Mundo de 2010, disputada na África do Sul.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/nelson-mandela/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/nelson-mandela/iframe.htm">veja o infográfico</a>
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade