4 eventos ao vivo

Nelson Mandela internado em estado grave mas estável

8 jun 2013
08h13
atualizado às 08h34

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, de 94 anos, foi internado neste sábado em um hospital de Pretória por uma infecção pulmonar e se encontra em estado "grave mas estável", informou o governo do país.

"Esta madrugada, seu estado se agravou e ele foi transferido a um hospital de Pretória. Permanece em estado grave, mas estável", afirma um comunicado divulgado pelo gabinete do presidente sul-africano Jacob Zuma.

"Recebia atendimento em casa, mas os médicos decidiram que o agravamento pedia a internação no hospital", disse à AFP o porta-voz da presidência, Mac Maharaj.

Esta é a segunda internação de Mandela em dois meses. No dia 6 de abril ele recebeu alta após uma hospitalização de 10 dias para tratar uma pneumonia.

"O presidente está recebendo atendimento especializado e os médicos fazem todo o possível para que se sinta melhor", afirma o comunicado.

"O presidente Zuma, em nome do governo e de toda a nação, deseja a Madiba (como Mandela é chamado pela população) uma rápida recuperação e pede à imprensa e à população que respeitem sua intimidade e a de sua família", completa o texto.

Assim como nas internações anteriores, o governo não revelou o nome do hospital.

"O Congresso Nacional Africano manterá o presidente Mandela e sua família em nossos pensamentos e nossas orações. E pede aos sul-africanos e aos cidadãos do mundo que façam o mesmo para nosso querido homem de Estado e ícone Madiba", afirma uma nota do partido do ex-presidente.

Mandela completará 95 anos em julho. Nas últimas imagens divulgadas em abril, durante uma visita oficial, Mandela apareceu muito fragilizado, sentado em uma cadeira com as pernas sob um cobertor e o rosto inexpressivo.

O herói da luta contra o apartheid, Prêmio Nobel da Paz em 1993, se tornou em 1994 o primeiro presidente negro da África do Sul.

Em janeiro de 2011 e dezembro de 2012 também passou por internações, nas duas ocasiões por infecções pulmonares, provavelmente sequelas de uma tuberculose que contraiu durante a detenção na prisão de Robben Island, perto da Cidade do Cabo.

Mandela passou 18 de seus 27 anos de detenção durante o regime do apartheid nesta ilha-prisão.

Obrigado a quebrar pedras durante os anos de detenção, o pó afetou seus pulmões.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade