0

Ministro da Justiça egípcio nega que governo tenha renunciado

2 jul 2013
09h10
atualizado às 09h29

O ministro da Justiça do Egito negou uma reportagem da TV al-Arabiya de que o governo havia renunciado nesta terça-feira, depois que as Forças Armadas deram ao presidente do país, Mohamed Mursi, 48 horas para concordar em partilhar o poder em resposta aos grandes protestos populares.

"O governo não apresentou sua renúncia, e o que tem sido falado sobre o assunto não é verdade", disse o ministro da Justiça, Ahmed Suleiman, a repórteres após uma reunião do gabinete chefiada pelo primeiro-ministro, Hisham Kandil.

Seis ministros que não são membros da Irmandade Muçulmana, que está no poder, renunciaram na segunda-feira, e a agência de notícias oficial Mena afirmou que os ministros da Defesa e do Interior não compareceram à sessão do gabinete.

(Reportagem de Patrick Werr)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade