0

Ministério da Saúde do Egito confirma 15 mortos e 203 feridos em confrontos

14 ago 2013
07h49
atualizado às 08h06

O Ministério da Saúde do Egito confirmou que 15 pessoas morreram e 203 ficaram feridas durante a operação policial realizada nesta quarta-feira para desmantelar os acampamentos dos seguidores do deposto presidente Mohammed Mursi no Cairo.

Já a Irmandade Muçulmana, grupo ao qual Mursi pertenceu até sua chegada à presidência, disse que a ofensiva das forças de segurança deixou centenas de mortos e milhares de feridos entre seus seguidores.

O Ministério do Interior egípcio confirmou que cinco dos mortos são policiais e que 28 agentes ficaram feridos.

Uma fonte do serviço de segurança disse à Agência Efe que as autoridades têm sob controle a praça Al Nahda, em Giza, onde havia um dos acampamentos dos islamitas. O outro fica na praça Rabea al Adauiya, no distrito de Cidade Naser.

A televisão estatal mostrou imagens de tendas de campanhas destruídas e veículos abandonados em ambos os lugares.

Também era possível ver policiais com equipamento antidistúrbios e colunas de fumaça nas praças.

EFE   
publicidade