0

Mandela passa bem após laparoscopia e segue internado

26 fev 2012
07h53
atualizado às 09h37

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, 93 anos, permanece hospitalizado e se encontra em bom estado de saúde um dia após passar por uma laparoscopia, informa neste domingo o governo da África do Sul. Em discurso à imprensa neste domingo no Parlamento, na Cidade do Cabo, a ministra da Defesa sul-africana, Lindiwe Sisulu, afirmou que nada de ruim acontece com o ex-presidente Mandela.

Última aparição pública do ex-presidente sul-africano foi em 2010, na Copa do Mundo
Última aparição pública do ex-presidente sul-africano foi em 2010, na Copa do Mundo
Foto: AFP

Sisulu disse que o prêmio Nobel da Paz de 1993 foi internado para se submeter a uma laparoscopia, uma técnica pouco invasiva que permite observar a cavidade abdominal do paciente. "Não havia nada grave. A razão pela qual foi levado ao hospital é porque estava tendo dores contínuas", acrescentou a ministra, em palavras divulgadas pela agência de notícias sul-africana Sapa.

O governo sul-africano informou neste sábado em comunicado que Nelson Mandela foi hospitalizado devido a uma dor abdominal contínua. "Sempre que você trata de alguém, você tenta fazer com que tenha as melhores condições de vida, e a única forma como tínhamos de fazê-lo era levando-o ao hospital e realizando uma série de exames para saber se o tratamento era o adequado", afirmou Sisulu.

A Presidência sul-africana havia informado no sábado que o líder da luta contra o regime segregacionista do apartheid, primeiro presidente negro da África do Sul em 1994, poderia deixar o hospital já neste domingo ou segunda-feira. Mandela deixou há um mês sua residência de Qunu (sudeste da África do Sul) para retornar a Johanesburgo, supostamente para exames de rotina, explicaram à Agência Efe fontes ligadas à família naquele momento.

Ele permanece sob vigilância médica desde que foi internado em janeiro de 2011 em um hospital de Johanesburgo, afetado por uma complicação respiratória. Vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 1993, Mandela recebeu alta em fevereiro do ano passado e foi enviado a sua casa de Houghton, Johanesburgo.

Dias antes de completar seu 93º aniversário, em julho de 2011, o ex-presidente se mudou para a casa em Qunu, lugar onde passou sua juventude, acompanhado de uma equipe médica. A última aparição pública de Mandela foi na cerimônia de encerramento da Copa do Mundo da África do Sul, em julho de 2010.

EFE   

compartilhe

publicidade