5 eventos ao vivo

Líbia: CNT anuncia tomada total de Sirte

20 out 2011
07h38
atualizado às 09h48

As forças armadas do Conselho Nacional de Transição (CNT) líbio anunciaram nesta quinta-feira a libertação total de Sirte, último reduto das brigadas fiéis ao ditador Muammar Kadafi, divulgou a emissora Al Jazeera.

Soldado do CNT atira contra tropas leais a Kadafi nos últimos combates por Sirte, tomada hoje pelos rebeldes
Soldado do CNT atira contra tropas leais a Kadafi nos últimos combates por Sirte, tomada hoje pelos rebeldes
Foto: AP

"A cidade de Sirte foi totalmente libertada, mas os combates não terminaram. Os aliados de Kadafi fugiram, mas nossas forças estão no encalço deles", disse um chefe militar rebelde.

Os insurgentes conseguiram na quarta-feira à tarde controlar a entrada do bairro Número 2, último reduto das tropas fiéis ao antigo regime, obrigando uma parte deles a fugir e permitindo o cerco aos que resistiam.

Nesta quinta-feira, ao amanhecer e após reforçar suas posições, as forças do CNT bombardearam intensamente com artilharia pesada os refúgios de Kadafi e, após horas de combate com saldo de inúmeros mortos e feridos em suas fileiras, os rebeldes anunciaram "a vitória final", revelou a Al Jazeera.

Um dos chefes militares rebeldes explicou à emissora catariana que o bairro onde estão escondidos os aliados de Kadafi, e a partir da onde resistiram durante semanas, são alvos atualmente de intensa operação de rastreamento.

Alguns membros das tropas fiéis a Kadafi foram capturados vivos e os rebeldes também apreenderam uma grande quantidade de armas e munição.

"Os homens de Kadafi fugiram em direção ao oeste e atualmente estão a 12 quilômetros do centro de Sirte, mas nossas forças estão no encalço deles", indicou.

Sirte, a cidade natal de Kadafi, no centro do litoral líbio, estava sob ataque de rebeldes há dois meses.

Mustafa Abdel Jalil, presidente do CNT, falou em mais de uma oportunidade que a queda de Sirte abriria a via para o anúncio da libertação total do território líbio. Disse ainda que um mês depois da tomada da cidade, o CNT anunciaria a formação de um governo de transição encarregado de dirigir a Líbia em direção à democracia. Mapa localiza cidade onde Kadafi foi capturado

EFE   

compartilhe

publicidade