0

Egito: polícia mata 36 presos islamitas em tentativa de fuga

18 ago 2013
16h25

Pelo menos 36 presos islamitas foram mortos neste domingo, em uma tentativa de fuga durante sua transferência de uma delegacia para o presídio de Abu Zabaal, na periferia do Cairo, quando "cúmplices" atacaram o veículo, informou a agência de notícias oficial Mena.

Os 36 mortos pertencem à Irmandade Muçulmana, confraria do presidente deposto Mohamed Mursi e preso pelo Exército em 3 de julho. Nos últimos cinco dias, manifestantes pró-Mursi têm sido dispersados com violência pelas forças da ordem, e mais de mil já foram presos.

"Um oficial de segurança confirmou que 36 membros da Irmandade Muçulmana morreram na tentativa de fuga", declarou a agência Mena, acrescentando que homens armados desconhecidos sequestraram um policial, quando tentavam ajudar os prisioneiros.

De acordo com o Ministério do Interior, a polícia "enfrentou a situação" depois que os presos tentaram escapar. Inicialmente, um oficial da polícia anunciou que foi lançado gás lacrimogêneo.

Um policial chegou a ser feito de refém pelos presos e foi ferido, até que os agentes interviessem, e ele fosse libertado, disse uma autoridade de Segurança.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade