3 eventos ao vivo

Choques entre rebeldes e militares chegam ao norte de Mali

21 mar 2012
21h22
atualizado às 22h24

Os choques entre militares malineses amotinados e as forças leais ao presidente Amadou Toumani Touré se estenderam a Gao, principal cidade do norte do país, depois que tropas rebeldes tomaram vários centros vitais da capital Bamaco, segundo um alto funcionário provincial. A fonte assegurou que os amotinados tomaram o controle da estação de rádio de Gao, cidade que abriga o maior quartel militar da parte setentrional do país.

Militares tomam rua central de Bamako durante o motim em protesto contra as campanhas no norte malinense
Militares tomam rua central de Bamako durante o motim em protesto contra as campanhas no norte malinense
Foto: AFP

O Exército malinês enfrenta desde o último dia 17 de janeiro o grupo independentista tuaregue Movimento Nacional de Libertação de Azawad (MNLA), que exige a autodeterminação do norte de Mali. O prolongamento desta situação e o aumento do descontentamento por como se administrou a crise parece ter sido um dos principais detonadores do motim que começou nesta manhã em Bamaco e que parece ter se estendido a Gao.

Em Bamaco, foram registrados confrontos entre militares amotinados e soldados da guarda presidencial ao redor do palácio onde se encontra o chefe de Estado. A televisão da capital malinesa, que havia cortado sua transmissão depois que foi tomada pelos militares, começou a emitir música tradicional e anunciou a difusão de uma mensagem militar. Até o momento não houve nenhuma declaração pública nem por parte das forças governamentais nem por parte dos amotinados.

EFE   
publicidade