0

Casos de Ebola sobem em Guiné e Serra Leoa

Já a Libéria não registrou nenhum novo caso em março, a primeira vez que isso acontece desde maio passado

4 mar 2015
17h53
atualizado às 19h37
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Guiné e Serra Leoa registraram 132 novos casos confirmados de Ebola na semana de 1º de março, um aumento de 34 infecções em relação à semana anterior, afirmou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quarta-feira (4).

<p>Integrante da Cruz Vermelha desinfeta local onde havia pessoa com suspeita de Ebola</p>
Integrante da Cruz Vermelha desinfeta local onde havia pessoa com suspeita de Ebola
Foto: Misha Hussain / Reuters

A Libéria não relatou novas infecções confirmadas nesta semana, a primeira vez desde 26 de maio do ano passado, informou a agência da ONU em sua última atualização sobre a epidemia na África Ocidental.

A OMS apontou para sinais de que as comunidades ainda resistem a levar familiares infectados aos centros de tratamento.

Apenas metade das 51 novas infecções na Guiné veio de contatos registrados de pacientes com Ebola e alguns casos só são identificados depois do teste feito após a morte, afirmou a OMS.

O vírus mortal ainda está muito disseminado em Serra Leoa, que registrou 81 novos casos, incluindo 26 na capital, Freetown.

"O número de mortes confirmadas pelo vírus Ebola ocorridas em Guiné e Serra Leoa continua a ser elevado, sugerindo que a necessidade de isolamento e tratamento precoce ainda não foi compreendida, aceita ou posta em prática", disse a OMS em comunicado.

"Enterros em condições não seguras continuam a ocorrer, com 16 relatos de enterros inseguros, tanto na Guiné como em Serra Leoa", afirmou.

Ao todo, mais de 23.900 casos confirmados e suspeitos de Ebola foram notificados desde que o surto começou em dezembro de 2013, incluindo 9.800 mortes, afirmou a OMS. Cerca de 500 profissionais de saúde estão entre as vítimas fatais.

Veja também:

Coronavírus impede pais de buscarem bebês de barriga de aluguel na Ucrânia
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade