0

Mortes por gripe suína chegam a 20 em Goiás

9 set 2009
18h49
  • separator

A Secretaria Estadual de Saúde de Goiás confirmou, na tarde desta quarta-feira, o aumento de três para 20 mortes por gripe suína no Estado. O novo boletim sobre o avanço da doença mostra que chegou a 100 o número de casos da gripe, incluindo os óbitos. Estão em análise 42 casos suspeitos, sendo 18 de vítimas fatais.

» Veja que cuidados tomar com a gripe suína
» RS confirma mais 9 mortes por gripe suína; Estado tem 130
» São Bernardo tem 10ª vítima da gripe suína
» Diretora da OMS diz que gripe é benigna na maioria dos casos

O número de pessoas com a doença em Goiás pode ser maior, já que só são encaminhados para confirmação os casos mais graves. A secretária estadual de Saúde, Irani Ribeiro, comentou que a maioria dos repórteres pode ter contraído a gripe sem nem perceber.

Para Irani, o que mais chamou a atenção dos agentes de saúde é que a maioria das vítimas da gripe suína são homens na faixa de 20 a 39 anos. "Os idosos, que no início eram nossa maior preocupação, estão em casa, quietos, tranquilos. Agora os jovens continuam indo a boates, shows, eventos com aglomeração, não estão seguindo nossas orientações e se colocam mais em risco. Os números estão mostrando isso", disse.

Sobre o fato de haver mais homens com a doença do que mulheres, a secretária diz que provavelmente é porque o homem se cuida menos. "A mulher fica doente e já procura o médico. Agora o homem demora mais, precisa ficar grave para ir atrás de ajuda", afirmou.

De acordo com dados do Ministério da Saúde divulgados na semana passada, 657 pessoas morreram infectadas pela gripe suína no País. O Brasil, segundo os dados da Organização Mundial da Saúde, é o país com maior número de casos fatais da doença.

Veja também:

Lava Jato prende secretário de Transportes de SP por supostos desvios na Saúde
Fonte: Especial para Terra
publicidade