1 evento ao vivo

Menino de 9 anos é 3ª vítima fatal da gripe suína no Brasil

13 jul 2009
17h41
atualizado às 18h51

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul informou nesta segunda-feira, em entrevista coletiva, que a terceira vítima fatal da gripe suína no País é um menino de 9 anos da cidade de Sapucaia do Sul (RS). A morte ocorreu no último dia 5 e o resultado positivo para o vírus Influenza A (H1N1), realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), foi divulgado hoje.

O terceiro caso de gripe suína foi informado pelo secretário da Saúde do Rio Grande do Sul, Osmar Terra
O terceiro caso de gripe suína foi informado pelo secretário da Saúde do Rio Grande do Sul, Osmar Terra
Foto: Fabiana Leal / Terra

» Secretaria confirma 3ª morte por gripe suína no País
» Temporão diz que País tem "controle absoluto"
» SP anuncia 1ª morte por gripe; menina é 2ª vítima no País
» Parentes de vítima são monitorados em SP

O menino tinha vínculo com uma pessoa que havia viajado recentemente para a Argentina. Ele teve pneumonia e ficou internado na UTI do Hospital de Clínicas, em Porto Alegre, onde morreu.

Primeiramente, segundo o secretário estadual de Saúde, Osmar Terra, a doença foi tratada como uma gripe comum, depois evoluiu rapidamente. "O médico, inclusive, fez a medicação correta. Quando se agravou o estado de saúde, ele foi para o Hospital de Clínicas, onde ficou na UTI. Só depois que ele estava na UTI, com quadro de pneumonia, se levantou a possibilidade se ser gripe suína", disse o secretário. De acordo com Terra, o garoto tinha uma doença crônica neurológica, que pode ter dificultado à resposta ao tratamento.

A primeira morte no Brasil também foi registrada no Rio Grande do Sul. Tratava-se de um caminhoneiro de 29 anos, de Erechim, que morreu depois de ser internado na cidade de Passo Fundo. A segunda vítima fatal foi uma criança de 11 anos de Osasco, em São Paulo.

De acordo com o secretário, a terceira morte por gripe suína no País não muda as recomendações feitas até agora.

"Temos que tratar isso como uma gripe. As pessoas têm de tomar cuidados, andar agasalhadas, procurar se alimentar bem e procurar manter as defesas do organismo. Como não tem vacina, as pessoas têm de se preparar como se preparam para enfrentar uma gripe de inverno, como uma gripe sazonal, que ocorre todo o ano e que causa complicações também. As pessoas debilitadas também morrem da gripe comum."

Terra não descarta que, em poucos dias, a gripe suína terá de ser trabalhada como uma epidemia no Estado. "É uma questão de tempo só. O Rio Grande do Sul vai ser a principal fronteira desse enfrentamento da gripe. Então, o risco de o Rio Grande do Sul ser o Estado com o maior número de infectados é muito grande." Atualmente, o Estado de São Paulo é o que apresenta mais casos da doença.

Balanço do governo federal aponta que no Brasil existem 1.027 casos de Influenza A confirmados no Brasil.

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade