0

Mais uma usina nuclear no Japão apresenta problemas na refrigeração

13 mar 2011
15h04

Uma usina nuclear em Tokai, na província de Ibaraki (norte de Tóquio), sofreu neste domingo problemas em seu sistema de refrigeração, informou a agência local "Kyodo".

Trata-se da terceira central japonesa, junto às de Fukushima e Onagawa, que registra problemas desde que na sexta-feira aconteceu um forte terremoto de nove graus na escala Richter no litoral nordeste do Japão.

Segundo autoridades de Ibaraki citadas pela "Kyodo", um dos dois sistemas de refrigeração da usina número dois de Tokai paralisou, mas o outro funcione normalmente, por isso que não se preveem problemas para o reator nuclear.

A operadora é a Japan Atomic Power, que considerou possível evitar o superaquecimento do reator mediante esse segundo sistema de refrigeração.

O terremoto de 11 de março provocou a paralisação automática de onze das 51 usinas nucleares do Japão.

Em uma delas, em Fukushima, o nível de radiatividade se elevou neste domingo para acima do permitido.

O Governo japonês disse que os esforços se centram em diminuir a temperatura de dois dos seis reatores de água em ebulição da central.

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em Viena informou neste domingo que as autoridades japonesas declararam estado de emergência nuclear para outra usina atômica, em Onagawa, devido a seu elevado nível de radiatividade.

O Japão comunicou à AIEA que a operadora da usina nuclear de Onagawa, a Tohoku Electric Power Company, fixou o nível de alerta dessa central em um, o mais baixo de uma escala de sete.

As autoridades japonesas disseram ao organismo da ONU que "os três reatores na usina nuclear de Onagawa estão sob controle".

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade