inclusão de arquivo javascript

 
 

América frustra e não mostra beijo gay

04 de novembro de 2005 23h03 atualizado em 05 de novembro de 2005 às 00h48

União de Júnior e Zeca foi marcada por um olhar apaixonado no final de  América. Foto: Reprodução/Terra

União de Júnior e Zeca foi marcada por um olhar apaixonado no final de América
Foto: Reprodução/Terra

O esperado beijo gay entre os personagens Júnior (Bruno Gagliasso) e Zeca (Erom Cordeiro) não aconteceu no capítulo final da novela América, de Glória Perez.

Confira o especial de América
Opine sobre o final de América
Fotos ampliadas: Sol em América
Fotos ampliadas: as melhores cenas!
Megaenquete: dê a sua opinião!

A gravação do beijo chegou a ser anunciada na segunda-feira passada, dia 31, no Projac, no Rio de Janeiro. Procurada pelo Terra na noite desta sexta-feira, quando foi exibido o último capítulo da novela, a assessoria da Rede Globo não confirmou a existência da cena.

A assessoria afirmou que várias passagens do final da novela foram gravadas e Glória Perez selecionou quais trechos iriam ao ar. Mas a Globo destacou que não é possível confirmar se o beijo entre Júnior e Zeca chegou a ser rodado.

Em entrevistas recentes, Glória Perez e Bruno Gagliasso disseram que um beijo gay no final da novela seria algo "natural". Mas o enlance entre os dois homens ficou restrito a uma troca de olhares apaixonada, com os rostos bem próximos - mas sem qualquer contato físico.

Polêmica
Não foi a primeira vez que uma novela insinuou um beijo gay. Personagens homossexuais de Mulheres Apaixonadas (2003) chegaram a trocar um "selinho". Em Senhora do Destino (2004), um casal de namoradas apareceram na mesma cama, seminuas.

Antes ainda, em Torre de Babel (1998), duas lésbicas da trama tiveram de morrer em uma explosão porque os telespectadores rejeitaram a união.

Redação Terra